terça-feira, 20 de novembro de 2012

dos erros

cássia acreditava ter errado duas vezes na vida: quando amou e quando foi amada. no entanto, cássia já conseguia perceber o quão seus erros eram e foram e serão necessários para que um entendimento maior seja de fato concretizado. não profetizava contra o amor, com melancolia respondia a quem assim pensava. só sabia que daquilo era impossível se nutrir, que daquela doação era impossível se alimentar, que aquela entrega não era suficiente. não fora suficiente. daí a origens do erros de cássia. tanto doara tanta entrega tanto nada. o conjunto de nadas formou o então tudo: cássia aqui, ela lá. e assim seguiram as vidas. cássia só pensava nisso quando decidia parar para pensar. e pensava, pensava, pensava. não pontuava mal entendia não teorizava sobre. no restante do tempo, tentava acertar.

Nenhum comentário: