quarta-feira, 20 de abril de 2011

Momentos infactíveis

Ana Botafogo crescera num ambiente divididounido entre o samba e o rock and roll. Foi boa filha, mas  ao contrário dos pais, aprendeu cedo a fumar. Fumava muito, tanto que, vez em quando, sua síndica cobrava uma multa absurda, como ela costumava adjetivar, por conta do cheiro no andar do prédio em que morava. No leito de morte, seus três prazeres vitais, como costumava dizer - nem o cigarro, nem o rock e nem o samba - puderam vê-la para o adeus. Aquilo - não o estar na condição que estava, mas sim o não poder dizer adeus à sua tríade do prazer - lhe custara seus últimos minutos em vida: seu último suspiro reverberara numa densa  fumaça.

Nenhum comentário: