quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Let it be...

Hoje entendi que o que as pessoas realmente buscam não passa nem perto de algo sólido constante certo. E talvez a busca por algo sólido constante e ou certo não seja, nem de perto, a grande sacada da vida. O atraente, por vezes, fica por conta do errado, do incerto, da dúvida. Do já tentado. Do já falido. Do já morto. Daquilo que frutos, é impossível dar. Daquilo que, comprovadamente, algo saudável é impossível de ser criado. Mas é fácil perceber - principalmente quando o pano cai o cisco sai o embaçado dá lugar ao límpido -  o quanto a escória melhor se identifica com a escória. Que então fique assim. Let. It. Be.

2 comentários:

Maicom disse...

É. Você tem razão, muito embora ninguém seja igual.

Muito bom, o texto.

Abração.

MariOo disse...

@mariocomr >> Lindo