terça-feira, 11 de maio de 2010

O procrastinador.

Procrastinar, procrastinador, procastinei, procastinarei, procastinaria, é isso aí. E como não fazê-lo? Não sei, posso estar errado, mas a mim é quase intrínseco procrastinar algo. Talvez pela falsa premissa de que o amanhã sempre chegará. Nunca pensamos, realmente, que o amanhã, na verdade, não existe. Então faz-se necessário procrastinar. Não é o meu maior orgulho, mas é até um jeito de lidar com certas coisas. Porque madurando a ideia, você talvez a realize de uma forma melhor. Sei que sou procrastinador e indico a procrastinação, mas é uma opção para poucos. É uma maldita conduta. E este maldita é num sentido menos perverso do que a dita palavra.
 
Segundo o Dicionário Aurélio, Procrastinar quer dizer "transferir para outro dia; adiar, delongar, demorar".

Um comentário:

Fabi disse...

O Aurélio é meu ídolo e não escondo isso de ninguém, mas com o perdão da palavra com meu mestre, acredito que procrastinar poderia ser definido como não agir impulsivamente. Mas como nada em grande quantidade é bom, pensar demais antes de realizar alguma coisa não é positivo, assim como seu oposto. Há quem fique uma vida procurando pelo equilíbrio, eu confesso que fico uma vida procurando pelo amanhã.