segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Eu acredito em ETs.

Eu sempre acreditei em extraterrestres (extra-terrestres), mas não aquela bobagem hollywoodiana. Eu acredito que existam outros tipos de vidas out there. Sem brincadeiras. Por que é que apenas a Terra, nossa querida e azulzinha esfera planetária, haveria de conseguir desenvolver vida inteligente? E esse inteligente vem por prepotência nossa.

Em uma conversa com Felipe e Rayssa, cheguei a uma conclusão viajante, porém viável. Todo o sistema solar teria tipos de vidas em seus planetas (esses conhecidinhos mesmo, inclusive Plutão que, tadinho, deixou de ser considerado planeta). É simples: julgamo-nos tão desenvolvidos tecnologicamente que, depois de investir bilhares de dólares, acreditamos que as "fotos obtidas pelos supertelescópios (super telescópio, super-telescópio) comprovam não haver possibilidade de vidas em Marte" ou "Não há vida inteligente em Júpiter".

Oi, não sou cientista, nem estudioso do tema, muito menos algum profeta metido a Jesus (amém!). Mas, there is always a but(t), vamos pensar e viajar juntamente comigo: e se nos planetas do Sistema Solar (que é ínfimo perante a grandeza do Universo) existir algum tipo de vida que a nossa tecnologia não conseguiu detectar? E se coexistirem numa frequência menor ou maior que a nossa percepção? E se há vários tipos de povos intergalácticos, leis universais (literalmente) e um mundão todo aí fora e a nossa burrice não nos permite enxergar?

Tá certo, (bondade e) verdade seja dita, talvez não conseguimos nos evoluir, tecnologicamente falando, ao ponto de fazer contato com eles. Mas, eles existem. Ah, nisso eu acredito sim. E o Urso Branco, dia desses, na Torre de TV, aqui em Brasília, confessou que ele foge de uns ets. E falou de verdade. Em conversa de maluco a gente coloca fé, certo? Ele me disse que os ets estão em busca dele porque ele sabe das fórmulas, mas que tem medo de ir embora. Eu disse então para que ele diga a eles que eu estou aqui, com medo, agora admito, mas quero contato. E agora, apesar de não saber desenvolvê-las, também sei sobre as fórmulas.

Vou aguardando contato e se, por ventura, eu conseguir, estabeleço uma conexão em tempo real para mostrar que a bobagem hollywoodiana errou feio. Ou não. Quem garante que algo já feito não seja uma partícula da verdade que alguém conseguiu ter acesso?

-----
Quando terminei de escrever o texto, li este artigo, postado no twitter. É... parece que as coisas podem mudar daqui um tempo.
-----

Fui.

2 comentários:

Guilherme disse...

Excelent! ;D

Daniela Dias Ortega disse...

Eu não só acredito que haja vida e outros tipos de "vida" no Universo(ou além, ou aqui na mesma sala em que eu estou), como isso É COMPROVADO pela matemática, probabilidade e estatística.
Stephen Hawking diz que isso é indiscutível... HÁ vida em milhares de lugares por aí.

Mas já tem ETs demaais aqui na Terra.