quinta-feira, 18 de junho de 2009

tranquilize.

Ah, lembrei de um textinho que escrevi dia desses.

Sobre saber
- Oi, você tem um cigarro?
- Oi, não, tô tentando parar de fumar.
- Eu também.
- Mas você tem um cigarro?
- Não, meus pais não sabem de mim.
- Nem os meus, mas uma vez descobriram.
- Sério?
- Sim.
- E como foi?
- Ah, eventualmente, mesmo que no íntimo deles, eles aceitam. Acabam aceitando.
- Eventutalmente?
- Sim.
- Mas como você é dramático...
- Eu sempre fui assim.
- Sério?
- Não.
- Ah.
- Eu tenho um cigarro.
- Sério?
- Sim.
- Por que disse não ter?
- Porque eu queria conversar.
- Conversar?
- Sim.
- Sobre o quê?
- Sobre a vida e suas entrelinhas metáforas analogias.
- Como assim?
- Esquece.
- Não, me diga.
- Deixa pra lá.
- Segura a minha mão?
- Seguro.

Um comentário:

Juh disse...

ai, que fofo, luke! amei, sério. <3