sábado, 6 de setembro de 2008

DESVAIRANÇA

I
Ele a amava. Simples assim. Amor puro, real. Ela sequer notava sua existência. Dias se passavam, noites longas de muita festa - pra ela. E ele vivia seu utópico amor platônico. Dias ensolarados sentado naquele banco da praça, imaginando como seria o primeiro encontro. O primeiro beijo. A primeira frase. E por tanto idealizou. Por tanto sentiu. Viveu. Então um dia finalmente aconteceu. Ela vinha em sua direção. Ele não sabia como agir. Passava a mão direita na testa, colocava a mão esquerda no bolso, alternava as mãos aos mesmos movimentos. "Não. Não. Eu não quero falar com você. Por favor, eu te imploro. Não fala comigo. Eu... eu te amo. Não estrague isso." E a distância entre os dois a cada segundo diminuia. Ela vinha sorridente, feliz. Era um momento de grande importância na vida dele. Um lágrima caia dos olhos do pobre rapaz. Era de mesma tamanha a vontade que ele tinha de falar com ela com a vontade de não falar. "Será que 'tou com mau hálito? Será que passei perfume suficiente? O que devo dizer? Como devo agir?"
- Oi, tem um isqueiro pra me emprestar?
"Isqueiro? Nem fumar eu fumo, ó minha amada, nunca notastes?"
- Não...
- Ah(!), 'brigada.
Assim que ela se afastou, ele ainda conseguiu balbuciar:
- Você estragou tudo, Juliet, tudo.

II
Sobre força.
Será que ter tanta força é o mais alto antônimo pra fraqueza? No âmago da coisa, creio eu que seja. No duro. Falo por observar tanto. E por ter tido esta grande experiência, que são estes (longos?) quinze anos de análise. Não consigo entender qual o nexo entre ter ser querer sentir. Não creio que consigo entender, primeiramente. E sobre a força. Acho que a minha força é minha maior fraqueza. Sim, eu digo que acho porque sustento-a numa armadura enorme. E é somente por isso que ela consegue praticamente lidar sozinha.

Um comentário:

T. Berkowitz disse...

Amei de um jeito louco esse texto I.
Enquanto fui lendo, a cena vem na mente... você conseguiu passar a sensação do momento.
E como coisas assim é normal acontecer na nossa vida.
A fantasia as vezes é melhor será??

TE AMO DEMAIS!!!!