sábado, 3 de maio de 2008

MAIS UM [2]

Por dentre minhas oscilações de humor, crises internas e todo o tipo de problemas (os verdadeiros e os conflitos desnecessários) encontro-me num imensurável momento de serenidade. Sinto-me normal. Tenho passado alguns momentos bons, acho que isso está ajudando em tudo. Mantenho a maior parte das minhas preocupações, dos meus anseios, das minhas vontades, mas hoje, sei, consigo colocá-los de lado e simplesmente não pensar por um segundo. Segundo este valioso. Neste segundo, neste infinito tempo, me sujeito a uma eternidade incrível. E me deleito nela, fazendo de mim meu próprio pôr. [...]

Um comentário:

' arcano disse...

Ah, voce sabe o que fazer com as palavras. Essa instabilidade de emoções só nos faz ver o quanto somos mortais.

Amar da trabalha, e odiar é a forma mais segura e rapida que encontro pra ter intimidade comigo mesma.
Mas, digo que seus argumentos são interessantes.

Então eu posso te linkar tb (:
Grata *: