domingo, 17 de fevereiro de 2008

CHUVA E CÉU

Céu e Chuva
Gosto de observar o céu. A forma que a chuva cai. Os cheiros que a chuva traz. A cor. As cores. Do céu. Da chuva. Ambos com uma magnitude inexplicável. O céu abrigando a tudo. A todos. A chuva como uma de suas abrigadas. A chuva renovando. Destruindo. Dando, doando e tirando vidas. O céu aprovando. Desaprovando. Com seus longos dias. Suas curtas noites. Temerosas tardes. A chuva tão pouco sentida. Observada. Meu precioso objeto de análise. Minha insípida metáfora pra vida. De mesmo tamanho o céu. Ambos tão falantes, significativos e tão pouco notados. O céu com seu incoercível azul. Preto. Branco. Amarelo, vermelho. Todas as secretas nuances condizendo com sua ira. Com sua ternura. Com sua forma de tentar contato com seus abrigados. A chuva tão serena. Tão inquisidora. Ambos tão complexos e únicos. Pedintes apenas de atenção. Almejando apenas um olhar, uma terna resignação. Mudos, no falante silêncio de um já conquistado e amplo vocabulário. Vocabulário o qual tomamos lição desde nosso primeiro contato com o mundo. Céu e chuva. Torno a admira-los, contempla-los, senti-los, pedi-los. Apenas afim de, um dia, sê-los.

2 comentários:

x mah disse...

nossa luke, que post mais lindo *-*
especialmente hoje, ta uma chuva muito gostosa de se ver e sentir...
eu acho ate gostoso pra durmir huahuauhahuahua vou durmir bem essa noite! e ando com uma vontade de tomar chuva... *-* adoooro

luke, sei blog ta lindo espero que voce tenha visto o comentario de ontem

beijos

Arthur Morais disse...

*---------------------* as cronicas de lucas

- Arthur